A MATEMATICA DO CASAMENTO
(Gn.2.24)

# Casamento tem suas leis e princípios estabelecidos por Deus.
# Ele tem sua lógica, cabe a nós segui-las e pólas em praticas.
#A exemplo da matemática, o casamento tem 4 equações fundamentais
O casamento:

I. INICIA COM A SUBTRAÇÃO (Gn.2.24): “deixará”.
# Quem entra no casamento precisa saber subtrair:
1. A independência de solteiro:
a) Não decidir as coisas sozinhos.
b) Agora são duas opiniões.

2. A proteção paterna:
a) Aquela atitude que na casa do pai era sim.
b) Agora é uma nova casa e vocês precisam proteger-se mutuamente.

3. Os hábitos emocionais:
a) Cada um tem seus gostos, suas vontades e seus comportamentos.
b) Alguns deles precisaram ser subtraídos para uma boa convivência.

II. PROSSEGUE COM A ADIÇÃO (Gn.2.24): “unir-se-á”.
# A união conjugal:
1. É uma soma misteriosa:
a) Pois duas pessoas por meio da união se tornam indivisível e indissolúvel.
b) Deus na criação de um fez dois, já no casamento de dois faz somar um.

2. É uma soma de sonhos, alvos e propósitos:
a) A soma de vossos sonhos, alvos e propósitos conduzira-los a um futuro feliz.
b) Que vocês possam somar as mesmas convicções.

III. CONTINUA COM A MULTIPLICAÇÃO (Gn.1.28): “multiplicai-vos”.
1. O casamento é a multiplicação de afetividade:
a) O amor é uma semente que se regarmos multiplicar.
b) O dialogo é o segredo do relacionamento, Por isto devemos aumentá-lo.
c) A participação é um dever dos cônjuges, isto não deve ser negado.

2. O casamento é a multiplicação de realizações:
a) Espirituais: os dois crescendo juntos na presença de Deus.
b) Materiais: os dois adquirindo juntos com a benção de Deus.
c) Familiares: os dois gerando filhos que são heranças do Senhor.

IV. PERDURA COM A DIVISÃO (1Co.7.3): “pague”.
1. No casamento não deve haver espaço para acúmulos egoísticos:
a) Só prevalecem os meus interesses e gostos.
b) Só quê receber e não dá nada.

2. No casamento devemos compartilhar:
a) Nossas necessidades: cada cônjuge tem sua necessidade básica.
b) Nossas emoções: sejam elas boas ou ruins.

3. No casamento quando dividimos, ficamos com um saldo maior:
a) Quanto mais investirmos no outro, mais nosso saldo aumenta.
b) Quanto mais buscamos o interesse do outro, mais o nosso é realizado.

Pr. Adriano Uber de Mello
setor - Monte Alegre


2 comentários:

Hermes C. Fernandes disse...

Parabéns pelo conteúdo e proposta do blog. Já estou seguindo!

Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar também segui-lo, será uma honra. Seus comentários serão sempre bem-vindos lá.

www.hermesfernandes.com

Juntos pelo Reino!

Sandro D. disse...

Graça e paz, sempre!

Passei por aqui para conhecer seu blog.
Estou procurando bons blogs para compartilhar.

Já estou te seguindo.

Ficaria muito feliz se puder me visitar.
Se quiser me seguir também será um prazer para mim.

Abraço em Cristo,

Sandro
http://oreinoemnos.blogspot.com/
Te espero lá.